O poder da criação é a maior maldição

O poder da criação é a maior maldição

Homo Sapiens , homem, espécie humana e etc, há várias denominações para este animal, um animal diferente do restante, o topo da cadeira alimentar, tudo por ter uma habilidade a na qual nenhum outro animal desenvolveu tão bem, a habilidade de criar, mas não apenas objetos, o maior poder da raça humana não são lanças, espadas, arcos, armas de fogo ou bombas, o maior poder que a humanidade possui é criar o que não existe, e lidar como se fosse real, essa característica é responsável pela humanidade ter se avançado, mas tudo tem seu lado negro.

Resultado de imagem para evolução da sociedade
a imagem expressa a “evolução” dos meios de comunicação

Desde o início da espécie, essa característica já havia se manifestado, na ideia de relação de poder que o macho e a fêmea teriam, pela fêmea menstruar ela seria mais suscetível a ser encontrada caso ela estivesse caçando, além dela produzir leite e gerar os dessedentes da espécie, por este ponto de vista os humanos primitivos acreditavam que o melhor seria mulher ficar em um local seguro e cuidar dos filhotes, em quanto o homem deveria ir atrás da comida, gerando uma situação de dupla dependência o homem dependia da mulher para criar o futuro da espécie e o homem, trazia o alimento, como sem alimento não há como sobreviver, a mulher se tornava dependente do homem, porém mesmo após a estabilização do homem em locais fixos devido a descoberta da agricultura, a mulher continuou sendo vista como dependente do homem.

Desde o princípio da humanidade essa característica haveria se manifestado, sendo visível na divisão de trabalho entre o macho e a fêmea, na qual como na maioria dos mamíferos o macho era maior e mais forte, e por tal era o macho quem caçava e trazia o alimento, além dela ser mais fraca, por ter o risco de menstruar ela seria detectada mais facilmente pela presa, e por tal ficou com ela a tarefa de cuidar dos filhos, além de que por eles serem nômades nas viagens era dever do macho proteger a fêmea e os filhotes a qualquer custo.

Resultado de imagem para mulher das cavernas cuidando das crianças

Isso resultou em uma dupla dependência em quanto o homem precisava da mulher para criar o futuro da espécie, o homem trazia o alimento, no qual sem não teria como sobreviver, porém essa relação de poder com o homem a cima da mulher mesmo que não fizesse mais sentido continuou após a estabilização humana gerada pela descoberta da agricultura (na qual provavelmente foi descoberto pela mulher já que ela pro ficar parada podia analisar o ambiente a sua volta).

Resultado de imagem para agricultura idade da pedra polida

Após a estabilização, o número de pessoas em locais fixos cresceram, e formaram vilas, na qual era liderada pelo membro mais forte, e desde seu período nômade os humanos já haviam crenças de algo maior, então com vários humanos juntos e historias sobre esse algo maior surgiu a crença de divindades para explicar o mundo a seu redor.

Resultado de imagem para sacerdotes e divindades
Alguns exemplos de divindades do egito

Os deuses eram responsáveis por controlar algum elemento da natureza a sua volta, e por tal acreditavam que o melhor seria agradar essas entidades, e por tal surgiu a figura do sacerdote um membro da vila que seria responsável por essa ligação com os deuses e era o encarregado de realizar rituais para agradar os seres superiores, e por tal até mesmo o líder da tribo seguia seus ensinamentos.

Contudo o surgimento de diversas vilas, ao se encontrarem talvez por serem diferentes e o ser humano assim como os outros animais não sabe lidar com o diferente e por tal ocasionou em conflitos, na qual a vila vencedora submeteria a perdedora a trabalho forçado e sem recompensa, além de impor sua cultura na vila perdedora, e suas crenças deveriam ser a mesma da vila vencedora.(visto que se eles venceram os deuses deles eram mais poderosos).

As vilas foram crescendo, porém uma cresceu e se desenvolveu mais que as demais, seu nome é Uruk a primeira cidade, nela havia uma grande produção de alimentos, havia trocas e foi a primeira a desenvolver a escrita e seu próprio código de leis, na qual seu líder era a figura do rei, que havia poder total (visto que era considerado uma divindade)

Resultado de imagem para piramide social da mesopotamia
Apesar de escravos estarem ilustrados na piramide, na verdade escravos eram considerados fora da sociedade visto que eles eram propriedade e não pessoas.

Ao decorrer dos séculos por muito tempo o sistema de um rei com todo poder concentrado, permaneceu mas os povos helênicos, além de inventaram a filosofia ocidental, foi na cidade de Atenas onde nasce a democracia onde os cidadãos poderiam tomar as decisões, através de discussões, mas o poder ainda assim era concentrado, pois cidadãos na Grécia deveriam ser homens, filhos de pais e mães atenienses, com mais de 18 anos, alem de que o individuo com renda maior tinha também uma importância maior na participação nas deliberações.

Dentro dos cidadãos também teria uma divisão, na qual grandes donos de terras estão acima de comerciantes que estão acima de pequenos proprietários de terra.

Mesmo com o passar do tempo as guerras não cessaram, e os gregos venceram e conquistaram diversos povos, devido a sua tecnologia e táticas sofisticadas para a época, porém a Grécia caiu devido a uma guerra interna entre Esparta e Atenas, na qual ambos perderam afinal devido a esse enfraquecimento eles foram conquistados pelo império macedônico, que iria conquistar todo mundo antigo e espalhar a cultura helênica por seu território, e assim espalhando os ideais

Mapa do império macedônico

Após o fim imperio macedonico iria surgir o novo grande império, no caso o romano que teve ao seu período 3 sistemas de governo: monarquia no qual o rei possuía todo o poder, republica onde a população escolhia representantes para tomar a decisão(mesmo que a classe politica não necessariamente considerava a vontade do povo e a recentralização do poder nas mãos do imperador.

Império Romano - Origem, história, conquistas, imperadores e queda

Em determinado momento Roma adota o cristianismo como principal religião o catolicismo, porém ainda se mantiveram os escravos, porém com isso o catolicismo foi espalhado para grande parte do mundo, e a queda de Roma faria surgir a idade das trevas, na qual a igreja católica junto aos senhores feudais haviam a contração de poder dentro das cidades muradas na qual os antigos romanos haviam se escondido dos povos bárbaros.

A idade das trevas foi um periodo marcado principalmente pelo medo, se acreditavam que o que aconteceu com Roma fora por causa que haviam saindo do caminho do senhor, com isso se perseguiam, torturavam e matavam qualquer coisa que fosse contra o cristianismo, desde homossexuais(que eram comuns na grécia e roma) até cientistas que haviam ideias diferentes dos dogmas religiosos.

Resultado de imagem para deus fez a familia original

No final da idade media o crescimento do comercio fez com que surgisse a classe burguesa, na qual se juntaram aos reis entregando o poder novamente aos reis e não mais nas igrejas, porém o povo continuou sendo oprimido.

E por tal razão começou a surgir os pensamentos iluministas, que se espalharam rapidamente pelo mundo, gerando diversas revoltas por todo globo, muitas delas Retiram o poder do rei ou o próprio rei e trouxeram “liberdade” aos Europeus, e retiraram Deus do centro do universo e colocaram o homem em seu lugar, é importante citar que mulheres tiveram sua participação mas o homem continuou ser considerado superior a mulher, mesmo tendo igual e fraternidade entre os ideias iluministas.

Revolução Francesa

Mesmo com o homem sendo o centro do universo o pensamento cristão continuou pela Europa, apesar de que para manter o nova economia, os Europeus passaram a escravizar negros, nos quais eles acreditavam ser inferiores e por tanto não humanos ou iguais a eles, e por isso eles acreditavam que Deus permitiria que eles fossem escravizados.

Resultado de imagem para escravos não são pessoas

Ao mesmo tempo que eles escravizavam outros humanos, na Europa principalmente por causa de Napoleão acabou surgindo o Nacionalismo, no qual a população de uma nação deveria fazer de tudo por ela e seguir os ideais de sua nação, os governantes utilizaram o nacionalismo para justificar diversas atrocidades, desde a colonização de novas terras até o genocídio de outros povos.

Com o surgimento das colonias, as nações Europeias imporão sua cultura nos nativos de suas colonias, o que levou ao perdimento de diversas culturas e conflitos com o povo local, também gerou nos que nasceram na colonia um sentimento de vira-lata, afinal eles eram membros de uma nação dominada por outra.

Porém com a ascensão da inglaterra e do capitalismo, passou-se a se libertar os escravos, afinal escravo não tem renda, e por tal não poderia comprar, com a abolição da escravidão, o principal alvo das opressão por poder econômico seria classe proprietariada, na qual era livre porém tinha que trabalhar 16 horas por dia e recebia o bastante apenas para se alimentar.

Localização de Império Britânico
Território do império britânico ou o império em que o sol nunca se põe

E por tal diversos trabalhadores se revoltaram e exigiram melhores condições de vida, mas não apenas os trabalhadores, surgiram diversos movimentos sociais na idade contemporânea (movimento negro, movimento feminista, movimento LGBT+ e etc), apesar da maior parte só terem conseguido melhoras no século XX.

Apesar dos movimentos terem conseguindo mais espaço aos dessedentes de escravos, as mulheres e aos homossexuais, até hoje se tem muito preconceito, a esse indivíduos, apenas por causa de ideias erronias criadas pelos próprios seres humanos a milênios atrás, o que é bastante irracional, o que no final prova que essa especie apesar de ter uma alta capacidade transformadora no final não veem o mundo pela logica e razão, mas assim como os outros animais eles o veem pelos seus instintos