As diferenças de pensamentos: Idealismo x Materialismo.

Resultado de imagem para materialismo versus idealismo"

Redação Multimídia ministrada pelo Prof. Eduardo

Anna Luiza de Abreu Dutra

SETEMBRO
2019

“qual é a primeira causa de tudo o que existe, a matéria ou o espírito?”

● Definições:

Idealismo:
É qualquer teoria em que o mundo material, objetivo, exterior só pode ser compreendido plenamente a partir de sua verdade espiritual, mental ou
subjetiva.

Materialismo:
É o tipo de fisicalismo que sustenta que a única coisa da qual se pode afirmar
a existência é a matéria; que, fundamentalmente, todas as coisas são
compostas de matéria e todos os fenômenos são o resultado de interações
materiais; que a matéria é a única substância.

Um amigo olhou desaprovadoramente para a comida de Andrew Pessin, autor de Filosofia em 60 segundos. “O que foi?”, perguntou-lhe. “Está deliciosa!” “Não está, não”, ele respondeu. Pessin não continuou essa discussão porque não havia nada a argumentar quanto a isso…

Por quê não?…não podemos dizer que a percepção de alguém esteja correta e que a do outro não está. As características percebidas aqui são subjetivas: não no objeto, mas na mente do observador. Beleza, como se diz, está no olho do
observador.

A moeda na sua mão parece redonda, mas, de outro ângulo, parecerá oval;
de longe, você a verá como pequena, ao passo que, de perto, parecerá grande.
Em todos esses casos, certa qualidade varia entre os atos de percepção, ao passo
que o objeto em si não mudará: é a mesma moeda seja parecendo redonda ou oval, pequena ou grande.

O materialismo, isto é, a crença de que não há nada fora da natureza que possa ser apreendido pelos sentidos, logo, de que não há Deus nem ideais, entrou em moda pela primeira vez no século XVIII com o Iluminismo francês.
O materialismo afirmava que a base de tudo o que existe é a matéria e procurava
estudá-la profundamente, foi ele um grande auxiliar do desenvolvimento das
ciências, mas desde que via na matéria um elemento imutável, de formas definitivas e eternas, tropeçava forçosamente, com o tal ponto de vista, num entrave á verdadeira concepção da natureza.

Exemplos: Teoria Marxista bem materialista.

CURIOSIDADES

materialistas= empiristas
idealistas= racionalistas
Origem inglesa

Retomando o materialismo, em geral, se contrapõe ao idealismo; não se pode
realmente compreender o materialismo sem conhecer o seu oposto — o idealismo.
Para se responder à pergunta, sobre o que vêm a ser materialismo e idealismo, não colocaremos a questão tão metafisicamente, do seguinte modo: “qual é a primeira causa de tudo o que existe, a matéria ou o espírito?”, se há principio e fim em tudo o que existe. Formularemos a questão um tanto diferentemente. No mundo em existência que concebemos, sentimos primeiramente a nossa própria existência que se compõe em certo sentido de duas partes:


● 1º), vemos a nós mesmos como um corpo: — nosso corpo material;
● 2º), sentimos a nós mesmos como elemento de manifestações internas: —
pensar, sentir, saber. São esses os dois momentos principais que cada “eu”
sente em sua própria existência. Por isso, ao construirmos uma escola
filosófica, temos diante de nós dois caminhos a seguir:
● 1º), a escola materialista afirmando que em todo o existente está a matéria, o
corpo; que tudo na natureza é objeto da percepção dos nossos sentidos e
que o pensamento humano é o resultado da matéria — o pensar é atributo da
matéria, como todos os outros, ou
● 2º), a escola idealista que diz sentirmos primeiramente a existência das
nossas emoções, dos nossos pensamentos e que o corpo, — a matéria
existe tão somente porque o “eu”, o nosso pensamento concebe. A pedra,
por exemplo, que não se concebe a si própria, não tem existência
Percebemos um fenômeno com os nossos órgãos, vemo-lo com os nossos
olhos, mas o ato em si de ver, o fato como tal, não é material, não pode ser
visto nem tocado. Esta escola toma por isto como base o espírito, o
pensamento. A matéria é por ela tomada como um acidente ou como
corporificação do espírito.

A que pode conduzir e a que nos levaram o materialismo e o idealismo em seu
desenvolvimento histórico?
Desde que verificamos ser o corpo, a matéria, o objetivo, o que realmente existe,
devemos estudá-lo antes de tudo, conhecer suas prioridades e só assim é que
poderemos conhecer o mundo. O materialismo tornou-se assim um propulsor do desenvolvimento das ciências, graças ao fato de construir as suas concepções
sobre a matéria.

Os idealistas, ao contrario, diziam que se devia antes de tudo investigar as
manifestações internas, — o espírito, o fator básico de tudo o que existe; que se
pode apresentar até sob a forma de matéria. Mas o espírito é algo que não se pode apreender, que não se pode investigar. O espírito, como tal, não pode estar sujeito a força alguma, e, pelo seu conteúdo, só pode ser explicado espiritualmente ou divinamente. O desenvolvimento histórico dessas duas doutrinas deu-se de tal forma, que o materialismo cresceu e se desenvolveu ao lado da ciência, ao passo que o idealismo achava-se quase sempre ligado á religião, ou se entretinha com a metafísica especulativa, divagando sempre nas esferas da metafísica e da teologia.

Fontes para realização do trabalho:

https://fernandonogueiracosta.wordpress.com/2014/07/12/idealismo-x-materialismo/

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32831999000100017

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: